Segurança Contra Incêndio - Proteção Passiva

Informações:

Data: 01 de março de 2022

Local: São Paulo

Contato:

Tragédias como as da Boate Kiss (RS), Museu Nacional, Ninho do Urubu (RJ), Museu da Língua Portuguesa e do prédio Wilton Paes de Almeida no Largo do Paissandu (SP) ainda estão em nossa memória e são suficientes para constatar que o desconhecimento é a causa de tantas vidas ceifadas e indicam que nossa segurança contra incêndio não está sendo adequadamente aplicada. Daí a importância em se adotar medidas de segurança contra incêndio nos projetos, obras ou no uso das edificações.

A segurança contra incêndio não faz parte da grade curricular das faculdades de Engenharia ou de Arquitetura. Assim, os profissionais não têm formação sobre o tema, tendo dificuldade de compreender e aplicar as exigências de códigos e normas brasileiras, que se não forem consideradas nos projeto, os projetistas estarão à revelia da legislação.

As medidas de segurança contra incêndio em uma edificação podem ser classificadas em medidas de proteção passiva e proteção ativa. A proteção ativa, em geral, é formada de equipamentos que devem funcionar somente na ocasião de um incêndio. São exemplos: chuveiros automáticos, hidrantes, detectores de calor e fumaça etc. A proteção passiva é aquela que está incorporada à edificação e é usada no dia a dia, no entanto, torna-se fundamental em incêndio. São exemplos: saídas de emergência, materiais de revestimento e acabamento das paredes, estruturas dimensionadas para a situação de incêndio, porta corta-fogo, distância entre fachadas etc.

A proteção passiva afeta diretamente os projetos de arquitetura e de estruturas. Os projetistas de ambas as áreas devem estar bem informados, para poderem desenvolver os projetos.

O Poli-Integra, visando disseminar o conhecimento na área da segurança contra incêndio, está lançando um novo curso de atualização profissional, especificamente sobre a Proteção Passiva, ou seja, como o projeto de arquitetura e de engenharia de estruturas devem ser concebidos de forma a reduzir ou mesmo evitar mortes em incêndio.

O curso oferece base conceitual com ênfase na proteção passiva a fim de que a legislação seja compreendida e aplicada em projetos de arquitetura e estruturas, qualificando profissionais das áreas de arquitetura, estruturas, engenheiros civis, engenheiros de segurança do trabalho, arquitetos, tecnólogos, oficiais bombeiros e outros profissionais de nível superior, desde que a formação seja relacionada ao tema do curso.

Ao navegar no site você estará concordando com a nossa política de privacidade.

Ok
Fechar modal