Atenção

Fechar

CBCA

Sistema financeiro e o financiamento de edificações em Light Steel Frame

19/01/2016 | Notícia | Revista Congresso Latinoamericano Steel Frame - 2015

Apesar de considerar o Steel Frame um processo consolidado nos segmentos comercial e industrial, no segmento residencial o sistema ainda enfrenta mitos e preconceitos. A avaliação é do engenheiro Luiz Zigmantas, da gerência executiva da Caixa Econômica Federal, ao comentar os desafios para a aplicação em maior escala do Steel Frame na habitação popular: " ... houve um momento em que o país construía um prédio e até casa térrea com estrutura reticulada, pilar em viga de concreto e o fechamento em alvenaria. Isso era o que nós chamávamos de sistema convencional Nos anos 80 e 90 houve uma migração: entrou a alvenaria estrutural, ali demos um salto na habitação popular. A partir de 2007 vimos uma nova mudança na habitação, com a industrialização das paredes de concreto maciças e placas de concreto. Eu imagino que venha o passo seguinte, um contraste das paredes de concreto e das paredes de cerâmica, os sistemas leves, como o Steel Framing e o Drywall, as placas compostas, as paredes de plástico. Mas na construção habitacional popular o sistema com placa de concreto montada 'in loco' é o grande fenômeno recente, o campeão de inovações e já está em uso na habitação popular "faixa 1" que é o público mais difícil que temos pra atender (até três salários mínimos). A parede de concreto se tomou o grande viabilizador, quase 50 % das unidades construídas".

Zigmantas considera que o Steel Frame se aplica mais ao segmento alto padrão: " ... desde o final dos anos 90, a Caixa vem financiando, mas numa quantidade muito baixa, o que conhecemos como volume da unidade isolada. A Caixa não tem nenhuma barreira ao Steel Frame no ambiente comercial e industrial, tanto que fez um programa que estimulava construir um pacote de agendas da Caixa, cerca de cem agências, e tivemos uma barreira dentro do próprio segmento industrial. Donos de terrenos, a quem foi proposto o Steel Frame para o prédio a ser alugado pela CU, relutaram um pouco em fazer a construção no LSF. Isso é uma demonstração do como é importante o setor atentar para a reação do consumidor, tem que olhar também esse aspecto cultural de aceitação ..." Mas há progresso também que apontam para a queda das barreiras, diz Zigmantas: "temos experiências com conjunto habitacional de fato. Em Ponta Grossa, no Paraná, são quarenta casas dentro de um conjunto maior de 240 casas de 40m2 e os moradores começam a viver efetivamente no padrão popular. Notamos que as pessoas estão se adaptando, fazendo suas reformas pequenas reformas, pequenas ampliações."

O Nordeste é a região com maior quantidade de habitações financiadas na Caixa com inovação tecnológica, seguido pelas regiões Norte, Centro-oeste e Sudeste. A região sul tem a menor aplicação hoje.

Sobre as regras de aprovação dos financiamentos pela Caixa, Zigmantas informa que elas têm que cumprir, numa habitação popular de Steel Frame, todo um sistema convencional, tem de atender a norma de desempenho, atender às especificações mínimas do "Minha casa, minha vida", respeitar o código de prática da Caixa, o que é básico pra qualquer sistema. Comprovar desempenho é receber uma autorização interna da Caixa, que chamamos de concessão de viabilidade prévia, ou aprovação direto do SINAT (Sistema nacional de Avaliações Técnicas).

A questão é: como a construção leve vai passar ao degrau seguinte desse desafio?

"Não necessariamente o Steel Frame, mas a construção leve brasileira precisa vencer uma questão cultural, principalmente de aceitação pelo usuário. O segmento tem que investir, explicar, conversar mais na Caixa sobre isso, se têm dificuldades efetivas em vedações; se a água da lavagem ou chuva deteriora o gesso do Drywall; se a chuva durante a execução de obras prejudica o andamento ... Enfim, perguntas que, se respondidas adequadamente, devem viabilizar os custos da habitação popular com o segmento leve.

Todas as Notícias

Confira também

Não é cadastrado?

Faça agora seu cadastro no site do CBCA e tenha acesso a conteúdos exclusivos e inscrições online. O cadastro no site do CBCA é gratuito, simples e rápido.

QUERO ME CADASTRAR

INDIQUE

Obrigado!
Sua indicação de conteúdo foi enviada com sucesso.