Atenção

Fechar

CBCA

Saiba porque a estrutura de aço não encarece o seguro incêndio

17/07/2014 | Notícia | Assessoria de Imprensa CBCA

Para desmistificar a ideia de que estruturas em aço encarecem o seguro incêndio de um edifício, o Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) ouviu o engenheiro e especialista em seguros Ricardo Cuoghi, membro da Comissão de Riscos de Engenharia da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg).

De acordo com ele, estruturas em aço não encarecem o valor do prêmio do seguro incêndio da edificação. Segundo Ricardo, os parâmetros de seguro que se referem à estrutura de um edifício estão relacionados ao caráter combustível ou incombustível dessa estrutura. Aço e concreto são materiais incombustíveis, portanto são estruturas normalmente aceitas pelas seguradoras.

Conforme Cuogi, muitas seguradoras internacionais atuam no Brasil com critérios de aceitação de risco muito similares dentro e fora do país. Ele atribui a falsa informação de que o aço encarece o seguro ao fato de estruturas compostas por esse material serem mais utilizadas no setor industrial, onde abrigam atividades que apresentam maior risco de incêndio.

O cálculo do valor do seguro incêndio não depende de um aspecto do edifício isoladamente. Conforme a Tarifa de Seguro Incêndio do Brasil (TSIB), três parâmetros são essenciais no cálculo do prêmio: localização, ocupação e construção. Representados pela sigla LOC, esses três fatores compõem a base para o cálculo desse valor.

No que se refere à localização, é considerado para fins de cálculo de seguro de incêndio, por exemplo, a presença de um Corpo de Bombeiros próximo ao edifício. As cidades são classificadas de acordo com sua localização numa tabela que vai de risco 1 (cidades melhor atendidas por Corpo de Bombeiros) a risco 4 (regiões isoladas).

O fator ocupação consiste na destinação de um edifício, ou seja, o tipo de atividade desenvolvida em seu interior. Isso significa que edifícios que abrigam atividades que envolvam materiais ou equipamentos inflamáveis, por exemplo, podem ter o valor de seu seguro incêndio agravado. A carga do incêndio está ligada diretamente à ocupação do edifício.

O parâmetro construção considera a composição da estrutura do edifício. Isto é, se o material é combustível ou incombustível. Considerados como materiais não combustíveis, aço e concreto se enquadram no mesmo patamar de risco, não havendo distinção de valor do seguro em decorrência do uso de um ou de outro.

“As seguradoras não analisam somente a estrutura isoladamente, mas sim um conjunto de fatores que aumentam ou diminuem a probabilidade e extensão de um incêndio, o que se reflete na aceitação ou não de um determinado edifício bem como no custo do seguro incêndio”, conclui Ricardo Cuoghi.
 

Todas as Notícias

Confira também

Não é cadastrado?

Faça agora seu cadastro no site do CBCA e tenha acesso a conteúdos exclusivos e inscrições online. O cadastro no site do CBCA é gratuito, simples e rápido.

QUERO ME CADASTRAR

INDIQUE

Obrigado!
Sua indicação de conteúdo foi enviada com sucesso.