Do canteiro à presidência: o lugar da mulher na construção civil

08/03/2021 | Notícia | Assessoria de Imprensa CBCA

Pelo Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA)

Muito se fala sobre o papel da mulher na sociedade e seu poder de estar no lugar no qual desejar. Apesar de ainda representar minoria na força de trabalho da construção civil, há anos elas se destacam no segmento e provam, cada vez mais, que a afirmação popular se aplica a qualquer cenário.

Do canteiro de obras à presidência de entidades renomadas do setor, as mulheres se posicionam e enriquecem trajetórias iniciadas há décadas na busca pela representação. Em 2020, o Instituto de Arquitetos do Brasil empossou a mineira Maria Elisa Baptista como a primeira mulher a presidir a entidade em 100 anos. Um marco histórico.

Reconhecimento conquistado também pela trajetória da arquiteta catarinense Juliana Castro, responsável pelo projeto do centro de lazer do Floripa Airport, considerado o melhor aeroporto do Brasil. A obra sem precedentes ganhou reconhecimento por se tornar um exemplo de solução inovadora com estrutura metálica – utilizando aproximadamente 400 toneladas de aço – permitindo uma construção moderna, limpa, econômica e extremamente rápida.

Contudo, ainda há desafios pela frente. De acordo com os dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais divulgados pelo Ministério do Trabalho, as mulheres representam apenas 10% do segmento da construção, ocupando aproximadamente 214 mil vagas formais, enquanto os homens somam 1,9 milhão dos empregos.

Para tentar reverter esse cenário, em Brasília, a Secretaria da Mulher deu início a uma parceria com o Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon) para oferecer cursos e palestras para mulheres que se interessem pelo segmento e para as empresas que queiram transformar os ambientes de trabalho em espaços mais igualitários.

A iniciativa é mais um exemplo de movimento do setor, que pode ser replicada por todo o Brasil. O que comemoramos hoje, guiados pelo Dia Internacional da Mulher (8 de março), é o avanço da representatividade, que acompanha o processo de inovação e modernização da construção civil atrelado à construção industrializada em aço. Como uma entidade plural, o CBCA deixa o seu agradecimento e parabeniza todas as mulheres pelo dia de hoje.

Assessoria de Imprensa CBCA

Ao navegar no site você estará concordando com a nossa política de privacidade.

Ok
Fechar modal