Casa H: o efeito mágico da luz natural

23/06/2022 | Notícia | Revista Arquitetura & Aço - Edição 61

Explorar a luz com inteligência é um dos pontos fortes do projeto da Casa H, que conta com 22 toneladas de aço só na estrutura, permitindo grandes vãos, aberturas generosas e integração visual dos ambientes. Localizada no condomínio Alphaville, em São José dos Campos, no interior de São Paulo, a residência de 365 m² é dividida em seis módulos e em dois pavimentos. 

“A maior característica da casa é o seu sistema construtivo em estrutura metálica”, avalia Lucas Sonnewend, que assina o projeto com Natália Traunmüller, ambos arquitetos do escritório Sonne Müller. “O aço, com as lajes em steel deck, são sistemas que ajudam no quesito sustentabilidade pois geram menos resíduos que a construção tradicional em concreto”. 

Outro destaque nesta obra, segundo o arquiteto, são os blocos de vedação cerâmicos de dupla furação, permitindo que os conduítes e os canos passem no interno dos blocos, graças à dupla furação, diminuindo também os resíduos, sem abertura de rasgos. “Esse sistema de vedação, com bloco de dupla furação, cria uma camada a mais de ar, aumentando a inércia térmica”, explica Lucas.

O projeto foi planejado para garantir uma boa utilização da luz solar e o melhor conforto térmico, garantindo o menor consumo de energia. Os vazios centrais e a grande quantidade de aberturas permitem que toda a casa tenha uma ventilação cruzada, como na sala, por exemplo, que possui abertura para os dois lados. 

“A casa possui elementos de sombreamento, como a pérgola na fachada dos fundos, onde a incidência do sol à tarde é maior”, conta Lucas. “E, um brise-soleil junto das janelas dos quartos, ripado de alumínio, cria um filtro para a luz solar, sem bloqueá- la totalmente. O sistema de janelas também tem a abertura separada dos vidros, que permite a circulação de ar mesmo com o brise fechado”.  

A Casa H, de acordo com o arquiteto, também possui sistema de reutilização de águas pluviais interligado com a irrigação do jardim e sistema de energia solar fotovoltaica para produzir energia limpa.

Essa é uma casa que tem como principal característica revelar a maneira como foi construída e idealizada. Começando pela estrutura metálica aparente, que traz a identidade do empreendimento. Também é relevante a implantação da residência no terreno. “A construção em aço facilitou a implantação, já que os fundos da casa parecem “flutuar” sobre o talude”, analisa Lucas.

Ele completa: “A casa tem um aspecto imponente, graças à proporção da estrutura metálica e a altura de seus três pavimentos ao fundo, mas ela parece ser maior do que realmente é dada a integração entre espaços internos e externos, que lhe garantem a transparência e fluição entre os ambientes”.

Ou seja, mesmo com uma geometria relativamente simples e sóbria por fora, temos como resultado uma casa bastante fluída e integrada. “Isso foi potencializado pela esbelteza da estrutura metálica, seus pilares e vigas”, avalia o arquiteto do Sonne Müller.

Lucas afirma que o maior benefício do sistema em aço neste projeto foi o resultado estético. Os pilares e vigas ficam aparentes e, além disso, a estrutura metálica divide-se em módulos de fácil visualização com as ligações aparafusadas.

“A relação da estrutura com as instalações prevê soluções de fácil acesso e manutenção, como os coletores de águas pluviais aparentes e a altura de entre forro única para todos os ambientes, se antecipando à troca dos sistemas prediais da residência para novas tecnologias futuras”, prevê Lucas.

A Casa H traz interessante jogo entre planos opacos e transparentes, segundo os materiais utilizados, aço, vidro, madeira, além da semitransparência dos elementos com tratamento gráfico de luzes e sombras, configurados por brises horizontais e verticais. A fachada, por exemplo, mostra essa harmonia, com destaque para os brises metálicos deslizantes.

A integração dos ambientes é reforçada pela abertura das divisórias em vidro entre sala, cozinha e varanda.

Ficha Técnica:

Nome: Casa H
 
Fabricante da Estrutura Metálica: HSteel
Projeto Estrutura de Aço: Franklin Kouiti Ono Engenharia
Projeto Arquitetônico/Arquiteto Responsável: Sonne Müller / Lucas Sonnewend / Natália Traunmüller
Execução da Obra: Eng. Valdir Godoi
Área Construída: 415 m²
Volume de Aço Empregado: 22 toneladas
Conclusão da Obra: 2020
Local: São José dos Campos, SP

 

Fonte: Revista Arquitetura & Aço - Edição 61
Leia na íntegra.

Ao navegar no site você estará concordando com a nossa política de privacidade.

Ok
Fechar modal