Atenção

Fechar

CBCA

Simples e Sofisticado

03/07/2018 | Notícia | Revista Arquitetura & Aço - Edição 51

Com apenas oito apartamentos, residencial paulistano de alto padrão utiliza estruturas em aço aparentes e oferece aos moradores vista privilegiada e interação com o exterior

Texto de Juliana Nakamura

UM DOS ARQUITETOS BRASILEIROS mais influentes da atualidade, Isay Weinfeld tem desenvolvido projetos que propõem edifícios de apartamentos amplos, cercados por áreas avarandadas, permeáveis ao exterior, com aura de casas térreas. É nesse portfólio de trabalhos que se insere o edifício Oito, situado em um endereço nobre da Vila Madalena, na zona oeste da capital paulista.

O empreendimento é composto por cinco subsolos, térreo, sete pavimentos e cobertura, somando oito apartamentos de alto padrão, com metragens que variam entre 421 a 549 m² e plantas flexíveis. O edifício está localizado em um lote de encosta, com frente para duas ruas, diante de uma praça e com 15 m de desnível, garantindo privacidade e uma das vistas mais interessantes do bairro.

Em resposta às características do lote e às imposições da legislação vigente, Weinfeld implantou o acesso principal no térreo na cota mais alta do terreno, construindo acima desse nível oito andares, e abaixo desse patamar os outros cinco pavimentos. “A topografia permitiu que os andares abaixo do nível térreo, mesmo semienterrados, tivessem sempre três faces abertas à vista”, conta o arquiteto.

A estrutura do prédio foi totalmente executada em aço para atender a um partido arquitetônico que prioriza a leveza, a racionalidade e a amplitude dos espaços

Arquitetura leve
A arquitetura concebida por Isay Weinfeld para o edifício Oito traz uma volumetria simples, com linhas elegantes e contemporâneas, e um jogo de mostrar e esconder. Consiste em um único volume quadrado que se destaca pela malha modular e ortogonal composta por pilares e vigas de aço aparentes, criando uma fachada repleta de vazios e movimento. A essa simplicidade volumétrica foram combinados acabamentos sofisticados, com destaque para os forros de madeira e para as venezianas de alumínio.

De acordo com Weinfeld, para assegurar espaços amplos e plantas flexíveis, optou-se pela construção de um corpo central para concentrar a circulação vertical (escadas e elevadores), deixando todo o espaço à volta livre. Dessa forma, em todas as unidades, há um terraço que contorna o perímetro do apartamento e permite aos ambientes uma pequena extensão em direção ao exterior. As varandas agregaram, ainda, a possibilidade de manter recuadas da fachada as áreas vedadas, sejam elas transparentes e envidraçadas, como as áreas sociais, ou opacas, caso do setor íntimo e da parte de serviços.

Estrutura mista
A necessidade de atender a um partido arquitetônico que priorizava a leveza, a amplitude e a racionalidade, induziu à definição do esquema estrutural. Os subsolos foram executados em concreto armado convencional, assim como o núcleo rígido que concentra a circulação e suporta parte das cargas horizontais. Todo o restante da estrutura foi erguido com pilares e vigas em perfis I. “Essa combinação de aço e concreto é uma tendência que temos notado. Enquanto se constrói o núcleo rígido, vai-se fabricando a estrutura metálica, que, posteriormente, é vinculada ao núcleo de concreto”, conta o engenheiro Jairo Fruchtengarten, do KF Engenheiros Associados, responsável pelo projeto estrutural do Oito. Ele explica que a estrutura em aço também foi dimensionada para suportar os esforços horizontais.

O engenheiro conta, inclusive, que a estrutura metálica do residencial foi concebida com pórticos de aço em duas direções, dispensando
o contraventamento vertical. As lajes foram executadas com fôrmas colaborantes (steel deck), conferindo ao construtor alguma vantagens. “Entre elas é possível destacar a racionalização de etapas da obra e o fato de o sistema atuar como um diafragma horizontal, travando a estrutura”, revela o engenheiro.

Aparente na fachada, a estrutura em aço pintada em preto conferiu ao projeto personalidade e uma sofisticação despojada, com um acento industrial. “A estrutura metálica também contribuiu para conseguirmos um conjunto mais esbelto do que se tivéssemos executado todo o edifício em concreto”, comenta Otavio Zarvos, da Idea!Zarvos, incorporadora do empreendimento. (J.N.)

Projeto de arquitetura: Isay Weinfeld Arquitetura
Área construída: 6.788,77 m²
Aço empregado: Tubos ASTM A36 (ABNT NBR 7007 MR250): Perfis W A575 GR50 (ABNT NBR 7007 AR345); Steel Deck (ABNT NBR 7008 ZAR 280)
Volume de aço: 256,1 t
Projeto estrutural: KF Engenheiros Associados e HR Projetos
Fornecimento da estrutura metálica: BMC Construções Metálicas e Eleve Engenharia e Construções
Execução da obra: R. Yazbek Construtora e Incorporadora
Incorporação: Idea!Zarvos
Local: São Paulo, SP
Conclusão da obra: agosto de 2014

Todas as Notícias

Confira também

Não é cadastrado?

Faça agora seu cadastro no site do CBCA e tenha acesso a conteúdos exclusivos e inscrições online. O cadastro no site do CBCA é gratuito, simples e rápido.

QUERO ME CADASTRAR

INDIQUE

Obrigado!
Sua indicação de conteúdo foi enviada com sucesso.