Atenção

Fechar

É Casa ou Apê?

28/03/2018 | Notícia | Revista Arquitetura & Construção - Edição Março de 2018

Depende do ponto de vista! Os moradores sentem viver em uma casinha de vila, com dois andares, chuveirão no quintal, churrasqueira, pomar, horta e cachorros. Mas essa delícia de endereço, conquistado após extensa reforma, fica no térreo de um edifício em São Paulo

POR DEBORAH APSAN E CRISTIANE TEIXEIRA (TEXTO)

PROJETO ANDRÉ LUQUE ARQUITETURA

FOTOS EVELYN MÜLLER

Criança que mora em edifício toma banho de mangueira? Os filhos da carioca Manuella, de 3 e 4 anos, tomam. E também comem morango e amora diretamente do pé, colhem alface, tomatinho e cenoura para a salada e acampam no gramado. Tudo isso no próprio apartamento. "Eu não sinto que vivo em prédio. Isso aqui é praticamente uma casa de vila, o sonho que eu e meu marido tínhamos desde que viemos para São Paulo, seis anos atrás."

Antes do sonho se concretizar, Manuella e Henrique se estabeleceram em um bairro paulistano superadensado, depois trocado por um apartamento alugado no condomínio onde vivem hoje, com praças, piscinas e ambientes de lazer. Mas a realidade só chegou perto da perfeição quando o casal soube de um apê à venda no térreo. "A metragem era pequena, mas tinha a área externa privativa. A gente percebeu aquilo como uma oportunidade", continua a moradora.

E foi assim, movida por ideias que colecionava no Pinterest e pela indicação de uma amiga, que a moça procurou o arquiteto André Luque. "Ela chegou com uma lista de prioridades: uma terceira suíte, uma cozinha maior, brinquedoteca, ateliê de costura, churrasqueira e jardim", lembra ele, que logo notou o gosto de ambos por madeira, concreto e vidro combinados em construções contemporâneas acolhedoras. Ao coordenar necessidades e materiais com as possibilidades - e limitações - do terreno, o arquiteto entregou o projeto imaginado: o imóvel ganhou 83 m² construídos no nível inferior e 101 m² de jardins.

O novo pavimento, para onde foram transferidas as instalações de serviço e os espaços de lazer, pediu o reforço de pilares e vigas de aço, que exibem pintura no tom corten em harmonia com o freijó da marcenaria. O cimento queimado virou protagonista no piso (só não comparece nos quartos). No ambiente da churrasqueira, uma minicozinha gourmet esconde-se dentro de um armário.

Para quem adora receber os amigos, caso desta família, o resultado não poderia ser melhor. "Todo sábado tem festa aqui. Quando há muita gente, eu espalho duas ou três mesinhas no jardim. Vêm os casais e as crianças e todo mundo se diverte", conta Manuella. "O espaço não é grande, mas ficou funcional. Queríamos uma casa urbana e bem aconchegante, e é isso o que temos.”

Mais informações em arquiteturaeconstrucao.abril.com.br.

Todas as Notícias

Confira também

Não é cadastrado?

Faça agora seu cadastro no site do CBCA e tenha acesso a conteúdos exclusivos e inscrições online. O cadastro no site do CBCA é gratuito, simples e rápido.

QUERO ME CADASTRAR

INDIQUE

Obrigado!
Sua indicação de conteúdo foi enviada com sucesso.

Saiba mais sobre
a construção em aço
no Brasil.

Receba nosso conteúdo semanalmente

Arquitetura
Engenharia
Outros